Com essa meta em mente, há duas estratégias possíveis. Tente a primeira num dia e anote o resultado. No dia seguinte, experimente a segunda e anote. A partir do terceiro dia você poderá usar a estratégia que dá mais resultado em menos tempo.

“- Ah, lá vem a pílula mágica de tocar música”

“- Ir pro céu todo mundo quer, morrer ninguém quer”

“- Ganhar sem treinar até eu quero”

“- Rapadura é doce, mas não é mole”

“- Ah, mas você está roubando!”

Bem-vindo à minha vida. Toda vez que uso a expressão “mais resultado” junto com a “menos tempo” tenho este tipo de resposta. Todas elas dizem mais-ou-menos o seguinte:

“no pain, no gain”

Pois é. Em especial num país cristão-católico essa necessidade de só justificar a própria evolução por meio da dor é muito presente. Mostrar um caminho mais fácil, para quem acredita que só merece chegar a algum lugar com sofrimento, é “roubar”: ou charlatanismo pura e simples, ou tirar da pessoa o principal símbolo que ela associa à conquistar algo: dor.

Embora meu físico atual não mostre, tive meus dias de atleta na infância. Claro que, para ganhar num campeonato de judô houve uma preparação dolorosa, mas o principal símbolo que tenho do meu modesto 3o. lugar num campeonato distrital não é a dor, é a medalha de bronze que ainda guardo.

O principal símbolo de uma conquista é a conquista! E, se ela vier mais fácil, melhor!! Serão mais conquistas no tempo limitado de vida que você tem!!!

De todas as dicas que incluí naquele pdf com 21 dicas, a que mais proporciona grandes resultados é o estudo mental. E, em geral, é a que mais me dizem que é “roubar”.

Se você acha que é “roubar”, faço o desafio de você experimentá-la. Comece com algo fácil: pegue uma música que você está estudando agora e, em um trecho pequeno que você está com dificuldade, tocar uma vez e, se errar, tentar imaginar todos os movimentos de dedos e embocadura (se for o caso) no metrônomo, olhando a partitura.

Você vai perceber duas coisas:

1- pílula mágica coisa nenhuma. Nas primeiras tentativas, isso é tão difícil que pode até dar dor-de-cabeça;

2- você vai estar exausto mentalmente, precisando parar e tomar uma água, mas economizou em 10, 15 minutos de estudo, o equivalente a 2 ou 3 dias de estudo braçal maçante.

Nos primeiros dias, 30 minutos de estudo mental diário, em sessões de no máximo 5 minutos, já é bastante cansativo. Mas experimente. Vai te ajudar.

Ah, você não sabe de qual pdf com 21 dias estou falando? Baixe-o https://prodigious-artisan-5373.ck.page/85ee2e4506

Share This