Há muitos anos venho me informando, conhecendo e estudando o que seria uma performance interativa, que é uma maneira mais intensa de fazer com que o público se envolva mais com a música clássica. Mais que uma mera explicação, a performance interativa promove experiências, emoções, sensações.

Após alguns refugos, finalmente tive coragem de organizar minha primeira performance interativa – que talvez seja a primeira em Brasília. Desde meu primeiro recital tenho tido a preocupação em oferecer à plateia informações que a auxiliam a mergulhar nas músicas que toco, mas uma performance interativa permite um aprofundamento maior.

Venha ver! Será nessa quinta, 27/6, às 20h, de graça, no Auditório da Associação Nacional de Escritores (707/ 907 sul, mesmo prédio do Goethe).

Share This