A gênese de Hommage pour le tombeau de Debussy inicia com a morte de Claude Debussy, e Henri Prunierers, editor do jornal musical parisiense “Le Revue Musicale”, pediu a vários compositores, entre eles Igor Stravinsky, Erik Satie, Bela Bartok e Manuel de Falla a compôr um tributo musical em honra ao compositor falecido. Falla se inspirou numa obra de Debussy, uma peça de piano chamada “La Soirée dans Grenade” (Lembrança de Granada), que é o segundo movimento de uma peça em três movimentos, Estampas, que Debussy escreveu para piano solo. Curiosamente, o próprio Falla deu a Debussy algumas ideias sobre a música espanhola que o compositor francês utilizou para compor uma peça com caráter espanhol.

As duas obras utilizam o ritmo da Habanera, a mesma dança também presente na Carmen, de George Bizet. Essa dança espanhola, com uma típica figura pontuada no primeiro tempo de cada compasso, transmite força e virilidade. Ao usar essa dança para uma obra que diz adeus a um amigo que se foi me faz pensar que Falla tinha a intenção de representar o falecimento de Debussy como um evento para ser lamentado internamente, mantendo a postura externa forte e inabalável. O verdadeiro toureiro, el torero matador, lamenta com a mão na espada e pronto para o combate.

Essa obra foi gravada no meu primeiro CD, “Violão Solo”, e após tocá-lo no funeral de meu pai, em 2004, a retirei do meu repertório. Em 2017 fiz um recital em Campo Grande (MS), que acabou acontecendo alguns dias após a trágica morte de Mayara Amaral, uma talentosa violonista erudita local brutalmente assassinada por seu namorado em mais um caso de feminicídio. Para esse concerto, em homenagem a Mayara, toquei essa peça novamente. Enquanto subo esse vídeo no youtube, Campinas, uma das maiores cidades brasileiras, se recupera de um ataque com arma de fogo na sua Catedral.

Em todas as três ocasiões, senti que a Hommage pour le tombeau de Debussy, de Manuel de Falla, é uma obra que nos ajuda a lembrar e velar todos que amamos e sentimos sua falta, mas mantendo a força para continuar a viver e aproveitando cada segundo que temos fazendo nosso melhor para honrar todos que nos tocaram vivendo cada dia o nosso melhor. Que essa obra represente o mesmo para você.

Share This