Vídeo Violão de Todos os Tempos COMPLETO + link para cartilha com a História do violão (tudo grátis)

Também foi realizada uma cartilha que pode ser baixada no link com informações sobre o violão, como que as provas mais antigas da sua existência datam do Império Hitita (século XII a.C.), o porquê do Brasil ser o único país do mundo a chamar esse instrumento de violão, sobre reis e rainhas que tocavam o violão, e como a Revolução Francesa deu origem ao declínio do instrumento.

Alvaro Henrique
Por meio de suas performances, o violonista Alvaro Henrique conecta plateias com emoções e estórias que inspiram mudança. Suas apresentações incluem instrumentos antigos e modernos, e compositores como Villa-Lobos, Scarlatti, Tárrega, Tchaikovsky e Stravinsky. Alvaro trabalhou com os regentes Julio Medaglia, Ville Mankkinen, Angelo Cavallaro, e outros. Seus projetos incluem concertos que tratam de questões sociais.

CONCERTOS

Música & Política
O Concerto “Que Todos os Ditadores Caiam”, de J. Goldenbaum, promove uma reflexão sobre democracia, e foi composto a partir da “Primavera Árabe”; já o Concertino “Quê Que a Gente Faz?”, de J. Antunes, utiliza sons de uma desocupação de uma comunidade para refletir sobre a violência policial.

CONCERTOS

Brasil
Concertos para violão e orquestra de vários compositores brasileiros, como Villa-Lobos (Concerto para Violão e Introdução aos Choros), R. Gnatalli (Concerto à Brasileira e Concerto de Copacabana), Calimério Soares (Concertino para Violão, e grupo de madeiras, metais e percussão), J. Goldenbaum (Ode à Amizade para flauta, violão e orquestra, além do citado acima), J. Antunes, Ricardo Sousa-Castro (Concerto Homenagem a Villa-Lobos).
Recitais
Brasília 50
É uma obra dinâmica para violão e tape de Jorge Antunes que faz referência a eventos históricos, políticos e culturais desde 1960. O áudio gravado inclui entrevistas, discursos, e notícias relacionados a cada evento, desde um discurso de JFK a notícias da tortura de Wladimir Herzog pela ditadura militar.
Recitais
Saudade
Obras de compositores brasileiros e espanhóis celebrando o espírito da terra, da cultura, e do povo. Músicas de 1892 a 2010 de Villa-Lobos a Falla que variam desde hinos patrióticos a poemas de amor, de lembranças de amigos falecidos, a danças selvagens. Encontramos a nós mesmos - e nosso lar - entre as emoções retratadas.
Recitais
Violão Brasileiro
O Brasil tem uma longa história de grandes violonistas e compositores - com o sabor distinto de sua cultura. Esse programa diversificado inclui obras de alguns dos primeiros virtuoses brasileiros (Americo “Canhoto” Jacomino e Dilermando Reis), assim como compositores contemporâneos como Baden-Powell e Marco Pereira. O programa inclui obras de Claudio Santoro (marcando seu 100º aniversário) e de Villa-Lobos (nesse 60º anos de morte). Explore, conecte-se, e celebre o espírito criativo brasileiro.
Duo Mota Henrique
A MELODIA MÁGICA:

Apresentação para público infantil que conta a história de uma melodia mágica desde o castelo do rei da Prússia ao Brasil. Contada pelos músicos, a apresentação de cerca de 30 minutos tem música de Bach, Villa-Lobos, Baden-Powell e Diana Mota.

(INTER)NACIONALISMOS

Apresentação com músicas nacionalistas da Espanha, Argentina e Brasil, permitindo conhecer música clássica inspirada pela música popular de diversos países, além de J. S. Bach.

DVD
DVD Violão de Todos os Tempos
O DVD Violão de Todos os Tempos conta a história do violão desde a Babilônia até a modernidade, apresentando composições desde a primeira publicação para violão na história (El Maestro, de Luys Milán, impresso em 1536) à modernidade, tocadas em réplicas de instrumentos dos séculos XVI, XVIII, XIX e num violão moderno. As gravações foram realizadas durante aula-espetáculo em escolas públicas do DF (EC 501 de Samambaia, CEM 3 de Ceilândia, CEM 1 do Paranoá, CEM 1 de São Sebastião), e no Teatro Newton Rossi do SESC Ceilândia. No DVD há uma cartilhas com a história do violão
previous arrow
next arrow
ArrowArrow
Slider

Suas apresentações incluem vários instrumentos dedilhados cobrindo uma fascinante amplitude de histórias e culturas, de Villa-Lobos, Scarlatti, Giuliani a transcrições de Tchaikovsky, Stravinsky e novas obras.

Como solista, Henrique tocou em 15 países. Entre eles Estados Unidos, Finlândia, França, Alemanha, Argentina, Jamaica, e outros.

Com um interesse em ativismo social, os projetos de Alvaro incluem a encomenda de obras que tratam de questões sociais, como Brasília 50, de Jorge Antunes.

Agenda

Acompanhe a agenda de Alvaro Henrique, Shows, Espetáculos, Apresentações, Eventos.

O recital com mais emoções que já fiz

O recital com mais emoções que já fiz

No último dia 24 de maio, no Sesc Santo Amaro, fiz com a flautista Diana Mota um recital repleto de emoções. As emoções começaram às vésperas da viagem. Havia uma pedra no meio do rim, e ela resolveu descer. Em geral essa dor é descrita como a pior que uma pessoa pode...

ler mais
25 de abril em Guarulhos, grátis

25 de abril em Guarulhos, grátis

 Dia 25 de abril estarei em Guarulhos para uma masterclass e um recital gratuitos, no Auditório do Conservatório Municipal de Guarulhos. Venha! Rua Abílio Ramos, 122 -...

ler mais

Gravações

Suíte Candanga

O CD Suite Candanga apresenta obras de um projeto do violonista Alvaro Henrique para homenagear os 50 anos de Brasília. Quando da elaboração do projeto, o músico estudava na Alemanha e queria fazer da sua cidade natal a musa de novas obras.

Primeiro CD

O primeiro CD de Alvaro Henrique, percorre um largo afluente da música para violão, desde o que poderia ser um de seus nascedouros, a música para alaúde do inglês John Dowland, até desembocar em dois geniais compositores (e violonistas) do século que passou: os brasileiros Heitor Villa-Lobos e Garoto.

Jean Goldenbaum 2º CD

Alvaro Henrique participa nas faixas iniciais e finais do CD, os Concertos “Ode to Friendship”, para flauta, violão e orquestra (Vaasa Sinfonietta, regida por Ville Mankkinen), e o Concerto “May All Dictators Fall” para violão e orquestra de violões, ao lado da Camerata de Violões da Universidade Federal de Uberlândia (UFU).

DVD Violão de Todos os Tempos

O DVD Violão de Todos os Tempos conta a história do violão desde a Babilônia até a modernidade, apresentando composições desde a primeira publicação para violão na história (El Maestro, de Luys Milán, impresso em 1536) à modernidade, tocadas em réplicas de instrumentos dos séculos XVI, XVIII, XIX e num violão moderno. As gravações foram realizadas durante aula-espetáculo em escolas públicas do DF (EC 501 de Samambaia, CEM 3 de Ceilândia, CEM 1 do Paranoá, CEM 1 de São Sebastião), e no Teatro Newton Rossi do SESC Ceilândia. No DVD há uma cartilhas com a história do violão.

Espetáculos

Concertos para violão e orquestra de vários compositores brasileiros, como Villa-Lobos (Concerto para Violão e Introdução aos Choros), R. Gnatalli (Concerto à Brasileira e Concerto de Copacabana), Calimério Soares (Concertino para Violão, e grupo de madeiras, metais e percussão), J. Goldenbaum (Ode à Amizade para flauta, violão e orquestra, além do citado acima), J. Antunes, Ricardo Sousa-Castro (Concerto Homenagem a Villa-Lobos).

“Alvaro Henrique é um vencedor. Suas armas são as mais importantes e valiosas: a humildade, a técnica violonística, o bom gosto artístico, a sensibilidade, a musicalidade e a perseverança.”

 

Jorge Antunes

Compositor

“Foi um prazer ouví-lo tocar com alma, bonito”

 

Gilberto Tinetti

TV Cultura

“Acabo de ouvir seu CD: você é um verdadeiro mestre, maestro.”

 

Ministro Marcos Vinícius Vilaça

Ministro

“Seu trabalho com a BRAVIO – Associação de Violão de Brasília – é muito importante para o desenvolvimento e disseminação do violão solo no Brasil.”

 

Fabio Zanon

Diretor artístico Festival do Campos do Jordão

Blog

Conteúdo sobre violão clássico e musica erudita nacional e internacional, além de todas as informações, noticias e agenda do Violonista.

Técnica de Estudos para Músicos (vale a pena ver de novo)

Técnica de Estudos para Músicos (vale a pena ver de novo)

Por alguns imprevistos que se acumularam (e que estou paulatinamente explicando em posts como o Sumido, parte 1), tive de interromper minha série de vídeos sobre técnicas de estudo para músicos. Essa série tem três partes, e felizmente consegui concluir a primeira....

ler mais
Meu primeiro CD – parte 1

Meu primeiro CD – parte 1

Comecei a tocar em 1999, numa época em que havia músicos eruditos lançando CDs independentes, mas ainda era algo restrito às estrelas, jamais a um iniciante. Além disso, nessa época o mercado musical já estava em crise e ninguém sabia exatamente o que estava...

ler mais
Sumido, parte 1

Sumido, parte 1

É verdade, sumi desde o final de 2018. Mas vou explicar, por partes, a razão do meu desaparecimento. Em 2018 iniciei o ano trabalhando como comissionado no governo do Distrito Federal, na gestão do Rodrigo Rollemberg. Foi uma experiência muito rica contribuir para  a...

ler mais

Galeria

Vídeos e fotos que contam como essa história vem sendo escrita.

Share This